Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Cria o teu próprio mérito

Não dependas nunca da admiração dos outros.
Não tem nenhum valor. O mérito pessoal, não pode proceder de uma fonte externa.
Não o encontrarás em relações pessoais, nem na estima dos outros.
É sabido que as pessoas, incluindo aqueles que gostam de ti, não estão necessariamente de acordo com as tuas ideias, não te compreenderão nem compartilharam o teu entusiasmo. Amadurece! Não interessa o que os outros pensam de ti!
Cria o teu próprio mérito.
O mérito pessoal não pode ser alcançado mediante a relação com pessoas de excelência.
Foi-te encomendada uma tarefa que deves levar a cabo. Põe mãos à obra, faz o melhor que puderes e prescinde de quem te possa estar a controlar.
Leva a cabo um trabalho útil, mantendo-te indiferente à honra e à admiração que o teu esforço possa suscitar nos outros.
O mérito alheio não existe.
Os triunfos e excelências dos outros, a eles pertencem. Assim como podes ser de grandes posses, mas a tua pessoa não adquirirá excelência através delas.
Pensa: O que é realmente teu?
O uso que fazes das ideias, recursos e oportunidades que se te apresentam.
Tens livros? Lê-os. Aprende com eles. Aplica a sua sabedoria.
Tens conhecimentos especializados? Emprega-os a fundo com um bom objectivo.
Tira o maior proveito do que tens, do que é realmente teu.
Podes estar razoavelmente confortável e contente contigo mesmo, se harmonizas os teus actos com a natureza mediante o conhecimento do que é verdadeiramente teu.


Alma às 08:53
| comentar
6 comentários:
De Anónimo a 11 de Setembro de 2009 às 18:23
Ola Alma!Adorei as tuas palavras.E tu ainda te chamas louco,alma escura...?Com tanta luz e sabedoria? Eu vejo um homem centrado,presente em harmonia com muita clareza no que diz e pensa.E que sabe muito bem o seu caminho.Um abraço com todas as cores da .


De Alma a 13 de Outubro de 2009 às 15:50
Olá

O nosso caminho somos nós próprios que o traçamos, apesar de que por vezes forjamos o nosso destino condicionados pelo que nos impõem , deixando-nos guiar por aqueles que nos rodeiam e isto apenas nos leva a que nos enganemos. Guiemonos pela nossa consciência, porque essa é a única que não nos enganará.


De Umnovocomeço a 28 de Setembro de 2009 às 02:57
Tens razão... exteriormente tudo se pode encontrar... bondade e maldade... realidade e ficção... mas a incompreenção e a inveja que não te ajudam a voar e muito menos à admiração nem reconhecimento do teu interior... talvez por magoar...

Um bom post

Abraços


De Alma a 13 de Outubro de 2009 às 15:57
Se esperamos pela ajuda dos outros não evoluímos, apenas nos tornamos dependentes.

Obrigado


De Gabriel a 28 de Setembro de 2009 às 22:15
Olá, parabéns pelo blog

Aquele que depende da admiração dos outros é porque gosta de ser o centro das atenções. Razão é um termo que deve ser construído por todos nós, apesar de cada um pensar o que quiser, para isso deve haver respeito...
à uns anos trabalhei na construção civil e lembro-me que os mais velhos diziam-me, rapaz para seres um bom capataz tens de saber mandar. Levei esse exemplo a peito. Quantos capatazes descem do andaime e deita uma mão ao servente? O trabalho não deve ser atribuído sempre a uma só pessoa, pelo menos é o que eu acho...

Um abraço a todos


De Alma a 13 de Outubro de 2009 às 16:25
Para que os outros nos admirem temos primeiro que gostar de nós próprios, pelo que somos e para isso é fundamental a auto-estima.
Ter confiança em nós próprios é sentir força e capacidade para defrontar a vida e qualquer desafio. Se não temos confiança na nossa fé, no nosso valor para defrontar a vida é porque realmente não gostamos de nós, e se assim é devemos perguntar: Porque penso que não sou capaz?
Talvez porque alguém nos disse... por experiências da nossa infância ou de fracassos do passado que não tem por que se repetir...
Fomentar a tua própria confiança e o sentimento de valor e força, é útil para levantar a auto-estima, simplesmente por te atreveres a enfrentar os desafios que a vida nos impõe e poder supera-los.
Não depende que gostem de nós, mas sim de que gostemos de nós próprios mais que a qualquer outra pessoa e a partir daí tudo mudará.


Comentar post

publicados 111 posts:

Tesouros escondidos

Dez minutos

Espero algum dia voltar a...

Dilema

Encontro

Destino

Precisa-se

Pensamento do dia

Vida exemplar

Não me apetece dar título...

A idade interessa?

Infiel... ser ou não ser

A seu lado

Deixa-me entrar

Parabéns ao meu blog...

Encontro com Satanás

Manada cruel

Chocolate

Contigo...

Cinderella

Mendigo

Musica do dia

Sorriso à Lua

Parabéns ao meu blog...

O vento

Palavras

Uma Europa Hipocrita

Vida

É hoje

Ontem, tu e eu

Escudo de pedra

Acordar

E agora...

Festa

O nosso caminho

Percepção do tempo

Desculpa, ainda não sou c...

Escrever um livro...?

Carta à minha filha

ADEUS

Sentimento de impotência

A tempestade

Tudo muda

Teimosia

Sinto a tua falta

Respeito

Um horizonte de possibili...

Onde nasce o ódio

Dizem que

A busca

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

mais sobre mim:

almas penadas