Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

Para sempre... ou não...

Para sempre... Fico a pensar que talvez seja para muito tempo e realmente não é assim. Dizemos que um amor é para sempre, mas ao fim e ao cabo separamo-nos por muito apaixonados que estejamos. O incrível hoje em dia são casamentos que chegam a celebrar 50 ou mais anos juntos e mesmo assim a vida para eles também não seria para sempre. Um filho é para sempre mas abandona o lar à primeira oportunidade para iniciar a sua própria vida... essa é a lei da vida. Afinal o que é para sempre??? ou de quanto tempo se trata quando o dizemos?? Acho que deveríamos saber em que consiste esse tempo e o que se pode fazer com ele. Visto os tempos que correm talvez fosse melhor eliminar essa frase porque parece-me que para sempre não há nada, muito menos o amor, ou mesmo a vida. Para sempre... é melhor não o prometer nem jurar porque depois temos de o cumprir e isso já é outra cantiga...


Alma às 16:53
| comentar
8 comentários:
De Fátima a 25 de Setembro de 2009 às 04:41
O "para sempre" é o "enquanto dura"... por isso devemos tirar o máximo partido do momento e fazê-lo durar.... mas há coisas que somos sempre e para sempre: seremos sempre mulheres decididas, mulheres que lutam pela felicidade, que dão a vida pelos seus filhos.


De Alma a 15 de Novembro de 2009 às 19:32
Olá Fátima

Obrigado pelo comentário

Beijinhos


De Princesa a 25 de Setembro de 2009 às 19:28
Amo-te... e sei que esse amor não será para sempre como tudo na vida... efémero!!Um sorriso, um olhar, um mimo, um abraço, uma flor, um encanto, uma paixão e tantas outras coisas que a vida nos sorri...
Ama-me para sempre em todos os momentos que vivermos juntos! Esses sim são os "para sempre da vida"...
O melhor da vida não é o que nos é fácil mas sim o que nos é difícil...
Amar para sempre mesmo que à distância e sem a presença é o desafio da própria vida!
Não tenhas medo de amar nunca!...
Sê tu tal como és e verás que a vida te sorrirá sempre...


De Alma a 15 de Novembro de 2009 às 19:31
Amarte-ei enquanto puder. Se acabar acabou mas enquanto durar vou fazer de tudo para que seja intenso.

Beijinhos Princesa


De Umnovocomeço a 28 de Setembro de 2009 às 02:39
"Para sempre"; difícil dizer, são definitivamente os actos que moldam o tempo percorrido... Fazer demasiadas promessas, diminui sempre a confiança do outro...

Um abraço


De Alma a 15 de Novembro de 2009 às 19:28
Olá

Isso é o que as promessas têm de mau, e o melhor é usar outro termo e ganhar a confiança sobretudo em nós próprios.

Obrigado


De Gaivota livre a 28 de Setembro de 2009 às 16:39
"O amor é eterno enquanto dura"
Esta frase... já não me recordo quem ma disse nem o que pensei a primeira vez que a ouvi. No entanto cada vez me parece mais certa.
Algo eterno é algo sem fim... ninguém dura o suficiente para testemunhar.

Saudações e parabens pelo blog


De Alma a 15 de Novembro de 2009 às 19:25
Olá Gaivota

De facto não há nada eterno.

Obrigado


Comentar post

publicados 111 posts:

Tesouros escondidos

Dez minutos

Espero algum dia voltar a...

Dilema

Encontro

Destino

Precisa-se

Pensamento do dia

Vida exemplar

Não me apetece dar título...

A idade interessa?

Infiel... ser ou não ser

A seu lado

Deixa-me entrar

Parabéns ao meu blog...

Encontro com Satanás

Manada cruel

Chocolate

Contigo...

Cinderella

Mendigo

Musica do dia

Sorriso à Lua

Parabéns ao meu blog...

O vento

Palavras

Uma Europa Hipocrita

Vida

É hoje

Ontem, tu e eu

Escudo de pedra

Acordar

E agora...

Festa

O nosso caminho

Percepção do tempo

Desculpa, ainda não sou c...

Escrever um livro...?

Carta à minha filha

ADEUS

Sentimento de impotência

A tempestade

Tudo muda

Teimosia

Sinto a tua falta

Respeito

Um horizonte de possibili...

Onde nasce o ódio

Dizem que

A busca

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

mais sobre mim:

almas penadas