Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

Onde nasce o ódio

O ódio é um sentimento que aniquila, destrói aquilo onde toca e a quem toca. É o desejo de dor alheia.
O ódio, assim como tudo o que é negativo, surge do medo transformado por uma expectativa, um desencontro, por um desejo não realizável pela implicação de uma circunstância ou de uma decisão não partilhada. Surge do choque de ideias inflexíveis ou do encontro com alguém em quem projectamos os nossos medos ou que, de alguma forma, fez florescer os mesmos.
Odiar alguém supõe a intenção da sua dor através da nossa raiva por qualquer que tenha sido a sua actuação no nosso desencontro. Odiá-lo, assim como ama-lo, é decisão nossa (sem necessidade de consenso), logo não se pode atirar à cara de quem se odeia o ódio que se processa, porque o ódio nasce dentro de nós, por isso para apagar o ódio só podemos apagá-lo em nós, entender porque nasceu, em que nos afecta, e qual o vinculo que há entre a causa e o sujeito pelo qual nasceu. Ao observar tudo isto descobriremos que o ódio surge de uma falta de aceitação, seja própria ou alheia, e que por vezes o único que podemos fazer é perdoar e afastar-nos, porque o ódio descontrolado é como o fogo; arrasa tudo... por nada...

Não odeio ninguém


Alma às 23:38
| comentar
6 comentários:
De Margarida a 15 de Abril de 2010 às 18:52
Não se esqueça que o ódio e o amor andam sempre de mãos dadas .... parabens pelo blog


De Alma a 21 de Abril de 2010 às 23:43
Olá

De facto é verdade, e neste caso confirma-se. É amor e ódio juntos...

Obrigado


De HanDWaR a 12 de Agosto de 2010 às 22:04
Descordo;

O ódio e o amor não são coisas diferentes, acredito que o ódio na realidade seja uma das muitas variantes do amor, ou seja ódio = amor errado ou pelas coisas erradas + um senso de justiça egoista, pois as pessoas odeiam tudo que ofenda de forma cruel algo amado ou que considere importante, seja um tênis, seja sua competência, até uma pessoa importante para ela, mas é uma variante acumulativa, é como uma massa que cresce quanto mais é alimentada diferente da raiva que é passagera, por sermos seres de uma variante imensa de amor puro e por esse amor ser em proporção muito superior ao ódio, na maior parte da vida consegue-se suprimi-lo, mas a medida que isso vai acontecendo essa massa de tristeza, dor, raiva, etc... vai se tornando forte e chegando a ponto de não conseguirmos suprimi-la e a liberamos com todas as nossas forças quando... suprimi-la já não é mais possivel, sem se importar, sem raciocinar, quando temos raiva e ela passa nunca mais lembramos do que te fez mal, já o ódio sempre estará presente, ele é a raiva eterna, inesquecivel, imortal, aquela que sempre vai se lembrar, não importando se passaram-se dias, meses ou anos isso num faz diferença fica lá no fundo esperando o menor deslize mental e amoroso para sair e destruir tudo...

Adorei seu Blog....

Sucesso...


De Alma a 6 de Setembro de 2010 às 21:46
Mais um ponto de vista.
Fico feliz por ter gostado.
Volte sempre


De Brun997 a 9 de Maio de 2013 às 02:39
Concordo com tudo que está escrito.O meu ódio surgiu a partir da morte da minha avó,quando comecei a sentir um "inferno" dentro de mim.No início,achei que eu era eu mesmo,até perder o controle com outro garoto na escola.Desde então venho procurando a cura para o meu ódio.
A principal lembrança que tenho do começo do meu ódio é um pesadelo que tive quando antes da minha avó morrer,um dragão negro apareceu na minha frente e disse que todos da minha família morreriam porque eu não tinha controlado a minha raiva.Eu não dei muita importância para isso,até que quando ele tocou no meu peito e comecei a sentir algo ardendo dentro de mim fortemente.Depois apareceram todas as pessoas que conheço mortas e quando acordei,percebi que não fui um simples pesadelo,que eu estava sentindo algo dentro de mim queimando.
Tento procurar a cura + não encontro.Quando me irritam eu perco o controle,...
POR FAVOR,se alguém souber como acabar com isso me ajude!!


De Alma a 10 de Maio de 2013 às 19:36
Aconselho vivamente consulta de psicólogo e pedir ajuda.


Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

mais sobre mim:


quem sou?

seguir perfil

. 20 seguidores

almas penadas