Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

A tempestade

Depois de navegar em águas enfurecidas pela tempestade, já sem forças mas ainda vivo, chego a um mar tranquilo. Penso que tudo passou mas cedo me apercebo do meu erro.
Durante a tempestade agarrei-me a um barril e, o mais rapidamente possível, tentei retirar a água que entrava por pequenos orifícios. Só queria sair daquele inferno, sem me preocupar com os destroços. Nem sequer pensei em avalia-los de forma racional.
Agora, em águas paradas, quando pensei que poderia descansar e recarregar energias, vejo como me afundo, lentamente, pelos buracos da carcaça.
Sobrevivi à tempestade acreditando que com calma tudo se solucionaria. Agora, exausto, deixo-me ir...


Alma às 23:59
| comentar
3 comentários:
De Asa de Anjo a 26 de Abril de 2010 às 22:36
Boa noite!
Não nos conhecemos, mas fazes parte das minhas horas de reflexão, é bom poder ter momentos de leitura como estes, tão familiares.....gosto da maneira como transmites a mensagem....

Também como tu, vagueio pela praia sem saber onde chegar, mas sempre com a esperança que um dia encontrarei de novo o meu AMOR!

Obrigada pelas palavras, fazem-me sentir compreendida...


De Alma a 5 de Maio de 2010 às 23:31
Olá

Certamente encontraremos esse amor desejado, é tudo uma questão de tempo.

Eu é que agradeço. Volta sempre.


De isabel. a 25 de Dezembro de 2011 às 22:57
O modo como exprimes as ideias é muito bom , muito mesmo . Para além disso , faz - me pensar em muita situações que passei , umas que eram boas e num abrir e fechar de olhos tornaram - se situações horriveis , de grande tristesa . Faz lembrar um pouco de tudo .

descobri agora o teu blog , e sinceramente não estou a pensar em deixar de cá vir tão cedo. Não resisti , e tive que comentar.

Tudo o que escreves faz - me reflectir e pensar durante um bom bocado . Continua a escrever , transmites energias positivas para quem o lê .

beijo


Comentar post

publicados 111 posts:

Tesouros escondidos

Dez minutos

Espero algum dia voltar a...

Dilema

Encontro

Destino

Precisa-se

Pensamento do dia

Vida exemplar

Não me apetece dar título...

A idade interessa?

Infiel... ser ou não ser

A seu lado

Deixa-me entrar

Parabéns ao meu blog...

Encontro com Satanás

Manada cruel

Chocolate

Contigo...

Cinderella

Mendigo

Musica do dia

Sorriso à Lua

Parabéns ao meu blog...

O vento

Palavras

Uma Europa Hipocrita

Vida

É hoje

Ontem, tu e eu

Escudo de pedra

Acordar

E agora...

Festa

O nosso caminho

Percepção do tempo

Desculpa, ainda não sou c...

Escrever um livro...?

Carta à minha filha

ADEUS

Sentimento de impotência

A tempestade

Tudo muda

Teimosia

Sinto a tua falta

Respeito

Um horizonte de possibili...

Onde nasce o ódio

Dizem que

A busca

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

mais sobre mim:

almas penadas