Terça-feira, 27 de Abril de 2010

Sentimento de impotência

Hoje é um daqueles dias em que, se pudesse, renunciaria a capacidade de pensar.
Talvez o problema seja que não penso de uma forma lógica e ordenada, mas também acho que não é possível fazê-lo em determinadas situações.
Nem tudo o que parece é, no entanto, tenho de considerar a possibilidade de o ser, e isso aterroriza-me.
Ainda assim, as soluções que encontro, no meio deste caos mental, não são de todo boas ou adequadas...

Isto já me aconteceu antes. Nesse momento difícil, chocando com a opinião de alguns, deixar o tempo passar. Fico feliz por tê-lo feito pois estavam enganados e uma atitude alarmista não seria boa para ninguém. Agora repete-se... é certo que da primeira vez era falso alarme, o que não significa que desta vez também o seja.
Não sei que pensar, muito menos que fazer!

Escrever ajuda-me a ordenar as ideias e tem um poder tranquilizante sobre mim. Já quase me sinto com forças para enfrentar a situação de uma forma calma.
Nisto, não me posso dar ao luxo de me enganar!

Oxalá, algum dia, possamos viver felizes num mundo sem maldade...


Alma às 20:18
| comentar
4 comentários:
De ginha a 27 de Abril de 2010 às 18:03
Olá Alma DE LUZ!
Eu só te posso falar do que passei, talvez tu possas aproveitar algo. Eu não sei até que ponto te observas a ti próprio sem te criticares nem julgares por o que és. O Ego tenta sempre que tu o ouças e fiques com medo de te enfrentares contigo próprio. Eu digo-te que tu és um ser cheio de sabedoria, e não existe ninguém que te conheça tão bem como tu próprio. Para mim é importante estar consciente do que se está a passar, e quanto mais rápido eu me apercebo de que estou na minha fase negativa, mais rápido posso agir. Aí começa o diálogo, o mais importante é aceitares que estás aí, e que a solução não vem da tua cabeça, mas sim da tua essência Eu quando estou assim dou um banho de água e sal, para limpar, faz bem. Um abraço de LUZ


De Alma a 5 de Maio de 2010 às 23:41
Obrigado Ginha por essas sábias palavras.

Vou tomar banhinho ao mar


De Palavras Rasgadas a 29 de Abril de 2010 às 16:37
Lembrei-me de uma celebre frase de Caeiro (Fernando Pessoa)

"Pensar incomoda como andar a chuva"

Também eu desejo esse mundo sem maldade!! Todos os dias somos prejudicados pela maldade de algum ser que nos rodeia... ou não. E isso não devia ser permitido.






De Alma a 5 de Maio de 2010 às 23:52
É verdade, o mundo sem maldade é uma utopia, mas todos o desejamos.

Obrigado


Comentar post

publicados 111 posts:

Tesouros escondidos

Dez minutos

Espero algum dia voltar a...

Dilema

Encontro

Destino

Precisa-se

Pensamento do dia

Vida exemplar

Não me apetece dar título...

A idade interessa?

Infiel... ser ou não ser

A seu lado

Deixa-me entrar

Parabéns ao meu blog...

Encontro com Satanás

Manada cruel

Chocolate

Contigo...

Cinderella

Mendigo

Musica do dia

Sorriso à Lua

Parabéns ao meu blog...

O vento

Palavras

Uma Europa Hipocrita

Vida

É hoje

Ontem, tu e eu

Escudo de pedra

Acordar

E agora...

Festa

O nosso caminho

Percepção do tempo

Desculpa, ainda não sou c...

Escrever um livro...?

Carta à minha filha

ADEUS

Sentimento de impotência

A tempestade

Tudo muda

Teimosia

Sinto a tua falta

Respeito

Um horizonte de possibili...

Onde nasce o ódio

Dizem que

A busca

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

mais sobre mim:

almas penadas