Terça-feira, 8 de Junho de 2010

O vento

Sinto a passagem do tempo como vento que sopra em diferentes direcções, com diferentes intensidades, ocasionando mais ou menos destroços, dependendo do azar talvez?
E como o vento, o tempo passa levando pequenos fragmentos do passado como se de areia ou pó se tratasse.
Fragmentos tão pequenos que incorporam o momento fazendo do passado parte do presente e do presente parte do passado, condicionando as respostas e as perguntas, encaminhando as nossas vidas por um caminho onde não existe o esquecimento e onde cada momento dura eternamente, independentemente das emoções que nos tragam.

Não posso fazer parar o vento, apenas esperar que acalme.
Não posso retirar da minha vida as recordações... afinal, sem elas esta não seria a minha vida!!!

tags: , , ,

Alma às 18:56
| comentar
1 comentário:
De desabafar a 14 de Junho de 2010 às 22:55
Lindo e muito verdadeiro...

Não sabe o bem que me tem feito ler o seu blog.

Todos os dias venho e cada vez estou mais fã.

As palavras que escreve, a mensagem que transmite encaixa na perfeição no que estou a passar neste momento...

Parabéns!!


Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

mais sobre mim:


quem sou?

seguir perfil

. 20 seguidores

almas penadas