Terça-feira, 12 de Julho de 2011

Deixa-me entrar

-Amo-te.
-Eu também te amo mas isso não é o suficiente.
-O amor consegue tudo.
-No meu mundo não. Na verdade, sou assim por culpa dele. O amor é a única emoção que é completamente oposta àquilo que pensamos ser. O amante não é egoísta, mas quer o outro só para si. É desinteressado, mas se não recebe o mesmo que dá, esquece imediatamente a sua condição. O amor é magia até se acabarem os truques, é resposta até que os curiosos se multiplicam. Tu és jovem e ainda não percebes, eu que conto séculos às costas tudo sei. Como disse aquele velho conhecido, não sou digno de entrar na tua casa, mas basta uma palavra tua para atravessar a porta.
Vês? No fundo não somos assim tão diferentes, Jesus Cristo também deu a beber o seu sangue aos discípulos...


Alma às 18:25
| comentar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts por mês:

Abril 2014

Fevereiro 2014

Abril 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

mais sobre mim:


quem sou?

seguir perfil

. 20 seguidores

almas penadas